Costureiras empreendedoras

O projeto Costureiras Empreendedoras foram criadas em 2015 pelo Instituto Porto Seguro com o objetivo de qualificar profissionalmente, liderar atividades de geração de renda e formar empreendedoras na área de costura industrial.

Além do encaminhamento ao mercado de trabalho, as Costureiras Empreendedoras também têm como foco o fomento ao empreendedorismo. Durante todo o processo, as participantes do projeto são estimuladas a pensar como empreendedoras e a descobrir como funciona o mundo dos negócios e a operação de uma empresa na prática. Aliando teoria e prática, elas têm a oportunidade de gerar novas ideias e, a partir do conhecimento adquirido e transformá-las em produtos e serviços. 

No mesmo espaço em que têm acesso à formação profissional, em parceria com o SENAI, as alunas podem gerar renda – por meio do acesso a crédito, bens de produção e equipamentos – e são preparadas para, ao final de um ciclo de quatro semestres, abrirem suas próprias empresas. 

 

Mercado de trabalho

Identificamos no mercado têxtil e do vestuário uma grande defasagem de mão de obra de costureiras, cortadores industriais e modelistas. A profissão de costureira atualmente tem um espaço importante no mercado de trabalho, porém, a maioria das vagas exige experiência e conhecimento técnico na área. Os comércios e indústrias na área de confecção de uniformes buscam incessantemente profissionais para contratação ou até mesmo terceirizam serviços à microempreendedores pela alta demanda na região central de São Paulo.

O programa da traz a oportunidade de qualificação profissional em costura industrial, permitindo que as pessoas qualificadas trabalhem em suas casas como microempreendedores individuais, formem grupos produtivos e ainda que sejam encaminhadas para o mercado de trabalho.

 

Geração de renda em oito semanas

Em média, os alunos matriculados em cursos profissionalizantes necessitam de até um ano para começar a gerar renda. Um diferencial das Costureiras Empreendedoras é que, já na oitava semana, as participantes do projeto têm a oportunidade de trabalhar, utilizando a infraestrutura do Instituto Porto Seguro, e aumentar sua renda.

Para isso, a cada turma, criamos uma unidade de negócios que funciona como uma empresa real, onde os participantes vivenciam, na prática, todo o ciclo de negócios. Outro diferencial dessa abordagem é possibilitar também parcerias com indústrias e comércios de confecção. 

 

Fases do programa

O curso está estruturado em três módulos, acompanhe a seguir:

 

1. Formação Técnica em Costura Industrial

Duração: seis meses

Neste módulo, os participantes do projeto receberão uma formação técnica em costura industrial, por meio da parceria entre o Instituto Porto Seguro e o SENAI. As aulas são realizadas duas vezes por semana para que, nos outros dias, eles possam participar das atividades do grupo produtivo e gerar renda. Isso ocorre no primeiro semestre do projeto. No final desse ciclo, eles decidem se querem ser empreendedores ou se irão ingressar no mercado de trabalho por meio das parcerias que o Instituto Porto Seguro possui no setor. 

 

2. Formação Empreendedora

Duração: seis meses

Nesta etapa, intensificamos a formação em negócios e a geração de renda. Os participantes do projeto terão aulas de precificação, marketing, vendas, fluxo de caixa, logística, controle de produção, informática, português e matemática. Todo o conteúdo será vivenciado também na prática, pois, os alunos já estarão trabalhando em seus grupos produtivos.

 

3. Incubação

Duração: doze meses

Essa é a fase destinada aos últimos ajustes dos grupos produtivos e é 100% prática. As participantes das Costureiras Empreendedoras serão preparadas para que estejam habilitadas a abrirem sua própria empresa, entre os terceiro e quarto semestres do projeto. O projeto possui uma visão integrada de geração de renda, disponibilizando todas as atividades e recursos necessários para os alunos possam trabalhar.